GestaCare Gestação

Gravidez e Desenvolvimento Fetal

Embalagem GestaCare Gestação

GestaCare Gestação

É uma suplementação de referência internacional, desenvolvida especificamente para o período da gravidez.

Visa eliminar o risco de deficiência de micronutrientes que são essenciais ao bom desenvolvimento fetal, prevenção de desenvolvimento de defeitos congénitos, bom desfecho obstétrico e saúde materna.

Sintomas de Gravidez?

Em geral, os primeiros sintomas de gravidez surgem de 2 a 3 semanas após a relação sexual que deu origem à gravidez.

Os primeiros sinais surgem apenas quando o embrião se implanta no útero.

Os sintomas de gravidez mais frequentes são, o atraso menstrual, cólicas ou dor abdominal, dor e aumento do peito, enjoo e vómitos, barriga inchada, cansaço e sono excessivo, desejos alimentares, vontade frequente de urinar, variações de humor, alteração do paladar e olfato, prisão de ventre e pele mais oleosa.

Embora exista gravidez sem enjoos, as náuseas e os vómitos são um sintoma clássico da gravidez. Podem ir de um simples mal-estar matinal até vómitos repetidos.

Até 80% das gestantes têm náuseas e vómitos em determinada altura da gravidez.

É fundamental realizar um teste de gravidez, comprado numa farmácia, ou por colheita de sangue, para confirmar ou despistar alguma suspeita.

Após a confirmação da gravidez deve procurar de imediato o seu médico obstetra, de forma a iniciar o seu seguimento pré-natal o mais cedo possível. Os cuidados pré-natais, eventual medicação necessária e sobretudo a suplementação pré-natal, são fundamentais para a sua saúde e para garantir o melhor desenvolvimento do seu feto e prevenir potenciais malformações congénitas.

A DGS (Direcção Geral de Saúde) através do Programa Nacional para a Vigilância da Gravidez de Baixo Risco reitera a importancia de um início precoce e continuado da vigilância pré-natal.

Conheça abaixo o GestaCare Gestação, disponível na sua farmácia habitual ou na loja online lifewell.pt.

GestaCare Gestação – O que é?

É uma suplementação de referência internacional, desenvolvida especificamente para o período da gravidez.

A suplementação no decorrer da gestação está decisivamente associada à prevenção de defeitos congénitos e à redução de parto pré-termo.

O GestaCare Gestação visa eliminar o risco de deficiência de micronutrientes essenciais ao bom desenvolvimento fetal e à saúde materna.

O risco de deficiência, ao ocorrer durante a gestação, pode ter repercussões materno-fetais por vezes irreversíveis e com manifestações sub-clínicas.

O período de maior sensibilidade ambiental para o feto situa-se entre os 17 e 56 dias após a fecundação. É neste período que começa a organogénese, antes mesmo que muitas mulheres reconheçam que estão grávidas ou tenham a oportunidade de iniciar os cuidados pré-natais.

Já dispõe do ácido fólico de última geração na sua composição, o Quatrefolic (ver informação abaixo).

Com Gengibre na sua formulação, em concordância com os principais organismos de estudo internacional, que advogam a segurança e pertinência do seu uso, em detrimento das opções medicamentosas conhecidas (ver informação abaixo).

O GestaCare Gestação contém uma formulação de última geração, especialmente desenvolvida para oferecer à grávida a melhor tolerabilidade num período tão especial da sua vida.

GestaCare Gestação – Ver na loja

As necessidades nutricionais no período da gravidez

A gravidez é um momento de grande felicidade e de realização pessoal, é importante que a mesma seja monitorizada pelos prestadores de cuidados de saúde especializados, pois tanto para a mulher como para o feto em desenvolvimento, existem riscos que têm de ser observados e minorados.

A evidência científica tem-nos mostrado que a saúde é em grande parte programada durante a vida intrauterina, pelo que uma gravidez com hábitos de vida saudáveis e que permitam suprir todas as necessidades da grávida, traduzir-se-á numa grande vantagem para a própria mãe e para a saúde futura do seu filho.

O ritmo da vida contemporânea, a qualidade nutricional actual dos alimentos e os agentes externos a que a grávida está exposta, dificultam este ambicioso objectivo.

evidência científica mais actual sustenta a utilização de suplementos alimentares desenvolvidos especificamente para as necessidades da mulher grávida e que incluam micronutrientes como o Ácido Fólico (Folato Biológicamente Activo, Quatrefolic®), a Vitamina B12, a Vitamina B6, a Vitamina D, o Ómega 3 (o DHA) e outros minerais, oligoelementos e extractos, indispensáveis, como o Ferro, o Magnésio, o Iodo e o Gengibre.

A utilização de uma suplementação mais completa é uma opção mais actual e preferivel à utilização isolada de apenas ácido fólico e, naturalmente, concordante com os principais organismos de estudo e de referência internacional.

GestaCare Gestação foi desenvolvido em concordância com as mais recentes recomendações internacionais.

A Suplementação na gravidez:

O ácido fólico (a Vitamina B9) desempenha um papel chave na redução do risco de desenvolvimento de malformações do tubo neural do feto. O ácido fólico é uma vitamina do complexo B que ajuda a prevenir os defeitos da medula espinhal e do cérebro, os chamados “defeitos do tubo neural”, tais como a espinha bífida ou a anencefalia.

Três em cada quatro malformações congénitas do tubo neural poderiam evitar-se através do aporte de ácido fólico, antes de se produzir uma gravidez (idealmente, 3 a 6 meses antes) e durante as primeiras 12 semanas de gravidez. A evidência da associação, positiva, entre deficiência de ingestão de ácido fólico e as malformações do tubo neural é forte, pelo que o cumprimento das recomendações de suplementação é determinante na prevenção.

A gama de suplementação GestaCare tem um ácido fólico de ultima geração, uma forma de folato biologicamente activo, sem necessidade de metabolização e com reconhecidas mais-valias em comparação com o ácido fólico não metabolizado (tradicional), o único que existiu em Portugal até à data.

Conheça mais sobre Quatrefolic® o ácido fólico de ultima geração presente na composição de GestaCare.

O Ferro em combinação com alguns micronutrientes, ajuda a aumentar o volume sanguíneo e prevenir a anemia. É importante para o metabolismo energético e para o desenvolvimento do sistema nervoso fetal.

O défice deste mineral pode originar no aumento do risco de baixo peso à nascença, prematuridade, mortalidade perinatal e perturbações no desenvolvimento neuronal. A ingestão diária de 30 mg é a ideal durante a gravidez, sendo necessária a toma de um suplemento deste mineral de acordo com a mais recente evidência cientifica.

A deficiência de Iodo durante a gravidez compromete o desenvolvimento cognitivo fetal. As mulheres em pré-concepção, grávidas ou a amamentar, devem receber um suplemento diário de Iodo de 150 a 200 µg/dia, de acordo com as recomendações nacionais e internacionais.

O Iodo contribui para um bom desenvolvimento neuronal e capacidade cognitiva, estudos recentes efetuados em Portugal alertam para uma inadequada ingestão de Iodo em 80% das grávidas portuguesas pelo que a DGS recomenda fortemente a suplementação.

Saiba mais em:

Artigo de revisão: Suplementação de iodo na gravidez: qual a importância?

Direcção Geral de Saúde (DGS) – Norma de Orientação Clínica nº 011/2013

O cálcio é um importante componente para bom desenvolvimento do feto e na manutenção da saúde materna.

A vitamina D é por seu lado fundamental para a fixação do cálcio e é fulcral para o equilíbrio entre as reservas maternas e o desenvolvimento do feto.

O zinco desempenha funções cruciais em diversos processos biológicos do organismo, tais como, síntese proteica, metabolismo energético, metabolismo de hidratos de carbono e de lípidos, metabolismo do ADN e é ainda necessário para a diferenciação e divisão celular e bom funcionamento do sistema imunológico.

É necessário para o bom desenvolvimento neurológico do feto e a sua deficiência poderá resultar em malformações congénitas, baixo peso à nascença e morte prematura.

O consumo de Magnésio durante a gravidez está associado à diminuição do risco de pré-eclampsia, de nascimentos prematuros e de atraso no crescimento intrauterino.

DHA é crítico para o crescimento e desenvolvimento do sistema nervoso central (SNC) fetal e infantil, bem como na função visual e neuronal e no metabolismo neurotransmissor.

A importância da suplementação com DHA no contexto da gravidez está descrita na mais recente evidencia científica e recomendações internacionais.

Os suplementos que contemplam DHA de origem animal apresentam um significativo inconveniente para a mulher grávida na medida em que agravam as náuseas e os vómitos induzidos pela própria gravidez. Geralmente apresentam um odor e sabor fortes a peixe, provocam azia,refluxodesconforto gastrointestinal e má digestão.

As melhores práticas e as recomendações internacionais actuais, sugerem fortemente o uso de DHA de origem vegetal no contexto particular da gravidez.

A fonte de DHA presente na composição de GestaCare já é de origem vegetal.

Saiba mais aqui.

Desenvolvido em linha com as recomendações mais actuais dos principais organismos internacionais relativamente ao uso de Gengibre, nas náuseas e vómitos induzidos pela gravidez.

Vários estudos pré-clínicos e clínicos avaliaram o uso de gengibre nas náuseas e vómitos no contexto da gravidez, em alternativa às opções medicamentosas conhecidas.

O GestaCare Gestação oferece NauseaStop®, uma fonte de gengibre desenvolvida para as náuseas e vómitos na gravidez.

O GestaCare Gestação foi pensado para lhe oferecer uma suplementação com a melhor tolerabilidade.

Saiba mais sobre o uso de gengibre na gravidez (ver informação abaixo).

A importância do Gengibre NauseaStop® na Composição do GestaCare Gestação

Está estabelecido que 80% das mulheres tem náuseas e vómitos durante a gravidez, com especial severidade no primeiro trimestre de gravidez. São deste modo inúmeras as mulheres que sofrem de indisposição, de náuseas e vómitos, com reflexo na alimentação e no aporte de micronutrientes indispensáveis à formação do feto.

Mesmo em situações moderadas, os estudos salientam a importância de se encorajar as mulheres grávidas a procurar ajuda junto do seu médico assistente!

O impacto do uso de gengibre como antiemético na gravidez tem sido amplamente investigado em estudos clínicos há pelo menos 30 anos.

Referem as mais importantes entidades nacionais e internacionais a necessidade de utilização do Gengibre em detrimento de outras opções medicamentosas, em especial no primeiro trimestre de gravidez.

Saiba mais aqui sobre a fonte de gengibre NauseaStop® presente na composição do GestaCare Gestação.

LifeWell GestaCare Sintomas Gravidez Grávida Maternidade Fertilidade Náuseas Amamentação

A importância do Ácido Fólico presente no GestaCare - Quatrefolic®

Uma biodisponibilidade e segurança perfeitas

O Quatrefolic®, também conhecido por folato de quarta geração, possui uma melhor solubilidade na água e uma biodisponibilidade ideal relativamente às outras formas de ácido fólico, pois fica disponível de imediato para uma utilização celular, sem necessidade de qualquer transformação metabólica. Trata-se igualmente de uma forma totalmente segura, que não acarreta qualquer subida dos níveis de ácido fólico não metabolizado.

Propriedades optimizadas

A importância da vitamina B9 é perfeitamente reconhecida e foi amplamente estudada em mulheres jovens e em grávidas para garantir um desenvolvimento harmonioso do feto, limitando as malformações do tubo neural. Reconhece-se a deficiência neste elemento como uma das mais frequentes, sendo imperativo garantir um aporte adequado e regular na mulher em idade fértil.

Associados à vitamina B12, os folatos asseguram a conversão da homocisteína em metionina. A toma de um suplemento com Quatrefolic® é por isso preferível à toma de um suplemento de ácido fólico, dado que este fica imediatamente disponível para reagir com a homocisteína e evitar assim a hiperhomocisteinémia.

Quatrefolic® is a registered trademark of Gnosis Spa. Copyright© 2018 Gnosis S.p.A. All rights reserved.

Uma cápsula por dia

Quatrefolic

O Quatrefolic (Vitamina B9, Ácido Fólico) é um ácido fólico biologicamente ativo, patenteado, que difere do ácido fólico sintético normalmente encontrado noutros suplementos pelo facto de ser uma forma final de folato que o organismo consegue imediatamente utilizar sem qualquer necessidade de metabolização, garantindo assim a dose diária recomendada e impedindo uma potencial acumulação de ácido fólico não metabolizado no sangue.

Este novo folato contribui para o normal metabolismo da homocisteína, processo de divisão celular e crescimento dos tecidos fetais e maternos durante a gravidez.

DHA Vegetal

O DHA é crítico para o crescimento e desenvolvimento do sistema nervoso central fetal e infantil, bem como na função visual e neuronal e no metabolismo neurotransmissor. Os suplementos que contemplam DHA de origem animal apresentam um significativo inconveniente para a mulher grávida, uma vez que agravam as náuseas e os vómitos.

O DHA de GestaCare é extraído a partir de microalgas, o que permite garantir um óleo de DHA de origem vegetal de qualidade superior e com características únicas, nomeadamente um aroma e sabor mais agradáveis, além da sua elevada capacidade de absorção.

Vitamina D3

A Vitamina D assegura, durante a gravidez, as necessidades de cálcio do feto e mais tarde do recém-nascido. A vitamina D existe nos suplementos preconceptivos com o objectivo de garantir uma adequada implantação embrionária.

Gengibre

Vários estudos clínicos comprovam o uso de gengibre para náuseas e vómitos no contexto da gravidez, em alternativa às opções medicamentosas conhecidas. GestaCare oferece NauseaStop®, uma fonte de gengibre desenvolvida para as náuseas e vómitos na gravidez.

Outros Componentes

Mineirais: Ferro, Magnésio, Zinco, Manganês, Cobre, Iodo e Selénio. Vitaminas: B1, B2, B3, B5, B6, B8, B12, Vitamina C e Vitamina E. Colina.

GestaCare Gestação

Nota Editorial: Esta página e todos os outros conteúdos presentes em lifewell.pt são elaborados e revistos por médicos especialistas em Portugal.