fbpx

As Necessidades Nutricionais para a Mãe e para o Recém-nascido

Maio 28, 2020
amamentação recem-nascido

A amamentação, ou a disponibilização de leite materno, tem benefícios tanto para o bebé como para a mãe.

Quando uma mulher amamenta, ou extrai leite para a amamentação, as suas necessidades nutricionais estão ampliadas, podendo ser superiores do que durante a própria gravidez. Existem diversas carências, em vitaminas e minerais, que são importantes de colmatar para evitar complicações futuras.

Quais são as necessidades nutricionais da mulher no pós-parto?

Com o parto, uma situação de elevada exigência física e emocional para a mulher, o seu organismo necessita de repor vários nutrientes fundamentais

amamentação recem-nascido

para o seu bom e normal funcionamento. Adicionalmente, com a opção da amamentação, vários nutrientes da mãe são canalizados para a importância da produção de leite materno, que deve ser rico tanto em quantidade como em nutrientes fundamentais para o bom desenvolvimento do bebé.

Podendo haver uma maior carência nutricional durante o pós-parto do que durante a própria gravidez, devido à necessidade adicional de reposição dos nutrientes segregados pelo leite materno, a lactação deve ser acompanhada de um reforço na toma de vitaminas hidrossolúveis, minerais e oligoelementos.

A mulher deve sempre garantir que tem uma alimentação saudável que privilegia alimentos naturais e uma grande variedade de alimentos. No entanto, mesmo com uma boa alimentação, é necessário avaliar a suplementação de certos nutrientes que estão em grande carência nesta fase, como são o Cálcio, o Zinco, o Magnésio e possivelmente o Ferro. A Vitamina D tem destaque nesta suplementação uma vez que está diretamente ligada à correta absorção do cálcio, de carência elevada e acima do consumo habitual das mulheres.

Adicionalmente, o DHA, ou os ácidos gordos, é crítico para o crescimento e desenvolvimento do sistema nervoso central fetal e infantil, bem como na função visual e neuronal e no metabolismo neurotransmissor.

O Iodo tem um papel igualmente preponderante nesta fase, dado que uma deficiência de iodo durante a gravidez ou lactação pode afetar as funções da tiroide do bebé ou da mãe, assim como tem uma ação no desenvolvimento neurofisiológico do bebé. A suplementação é recomendada uma vez que existe um aumento em cerca de 50% na produção de hormonas tiroideias maternas desde o início da gravidez.

amamentar recem-nascido

Caso não possa fazer suplementação com Iodo, existem opções no mercado que preveem esta limitação e que pretendem oferecer as mesmas vantagens nutricionais sem a inclusão deste nutriente. Conheça aqui o GestaCare T, sem iodo.

Por último, a Taurina é um aminoácido do leite materno que desempenha um papel importante no desenvolvimento neuronal do bebé, estando associado a mecanismos protetores da pele e do cabelo da mãe. A Silimarina é conhecida pelas suas propriedades galactagogas, podendo aumentar a produção de leite materno.

Quais as necessidades nutricionais do recém-nascido?

Atualmente, está clinicamente comprovado o benefício do leite materno no recém-nascido, sendo desta forma que a mãe proporciona ao bebé os nutrientes básicos para o seu bom crescimento e desenvolvimento, mas também os ácidos gordos, como o ómega 3, que tem um papel fundamental em muitas funções do organismo. A amamentação cria uma ligação única entre a mãe e o recém-nascido.

O leite materno é nutricionalmente mais favorável para o bebé do que as formulações comerciais, que continuam a ficar um pouco atrás das vantagens da amamentação em termos de assimilação dos nutrientes pelo bebé.

Existe uma verificada necessidade de Cálcio, Ferro e Zinco, uma vez que o bebé não tem reservas deste nutriente e este deve ser fornecido pela mãe. Tal como o cálcio, o zinco é mais bem assimilado quando disponibilizado através do leite materno. Ao mesmo tempo, o leite materno deve providenciar todas as Vitaminas em proporções adequadas. As mães vegetarianas devem ter em atenção a possibilidade de carência em Vitamina B12, e se necessário devem procurar suplementar durante o pós-parto.

amamentar recem-nascido

GestaCare Lactação

GestaCare Lactação foi especificamente desenvolvido para o Pós-Parto e Amamentação, de acordo com as principais recomendações nacionais e internacionais, enriquecido com ácido fólico, Quatrefolic, Cálcio, DHA Vegetal, TaurinaSilimarina e Vitamina D, entre outros nutrientes. GestaCare Lactação apresenta uma suplementação adequada para o período de Lactação na colmatação das carências nutricionais da mulher, que procura ver asseguradas as suas carências em vitaminas e minerais das quais dependem a qualidade e quantidade da produção do leite materno. Esta suplementação tem um papel preponderante na saúde materna e no desenvolvimento do recém-nascido.